.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quinta-feira, 13 de Maio de 2004
Dedicado a alguém...


                                            Imagem de Ann Van Eps

publicado por Anjo do Sol às 21:21
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 13:55
Hum! Adorei a dedicatória!
BeijusssssssssssssssssssssssssssssssssssLetrasAoAcaso
(http://LetrasAoacaso.weblog.com.pt)
(mailto:manintherisingsun@hotmail.com)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 11:34
Fé, uma palavra tão pequena que diz tudo.Manter as mãos sempre abertas, para orar,agradecer,abraçar e receber essa energia maravilhosa que o cara lá de cima manda.
Muito lindo esse post.
Uma linda sexta p/vc.
bjus EsthereSTHER
(http://www.professoraestherchiquetosa.blogger.com.br)
(mailto:)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 04:09
Prefiro antes de ter as mãos abertas ter os braços abertos para abraçar quem precisar e vier por bem. Queria partilhar uma coisa que li algum tempo atras num livro de BD X-men para ser mais preciso (sim gosto e sempre gostei e olhem que se aprendem la umas coisas interessantes como a lei da relatividade, leis espaço temporais, etc).
Uma mão fechada às vezes está relacionada com agrassão e a mão aberta relacionada com compaixão, receber. MAS nem sempre assim. Uma mão fechada pode porteger algo que temos destro dela um grilo por exemplo, contra os intemperios ou agressoes do exterior, enquanto uma aberta tb serve para dar uma estalada uma das agressoes mais despreziveis...Leon
(http://leon.blogs.sapo.pt)
(mailto:Leon_divertido@sapo.pt)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 02:28
fé.. sorte de quem tem.TCA
(http://riscos.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvestc@sapo.pt)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 01:11
Dar a mão é ajudar a quem estende a mão á caridade. Hoje por ti // amanhã por mim. Dar e receber. Gostei.grilinha
(http://grilinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:grila@netcabo.pt)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 00:43
As mão abertas, o brilho do olhar, uma nova amizade, o medo de se machucar, respostas, palavras, esquecimento...
Tudo isso veio em minha mente quando vejo duas mãos em minha direção, você quer ser minha amiga???, em todas as direções tbm?
Saiba que eu já sou, estarei sempre por aqui ok?
MegaMega
(http://www.megaorion2001.blogger.com.br)
(mailto:)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 00:08
\o/ estive aqui \o/livrobranco
(http://livrobranco.blogs.sapo.pt/)
(mailto:livrobranco@sapo.pt)
De Anónimo a 14 de Maio de 2004 às 00:05
Adorei o teu blog. Está esteticamente muito atraente. Obrigado pela tua visita, e obrigado à Lara por a ter proporcionado. *********Silvio Pleno
(http://avida.blogs.sapo.pt/)
(mailto:silviolpleno@iol.pt)
De Anónimo a 13 de Maio de 2004 às 23:32
Será um dos próximos sitios a conhecer com toda a certeza...muito obrigada pela dica e quando for aviso aqui sim :)...BeijinhosssssLara
(http://musicaportuguesa.blogs.sapo.pt)
(mailto:beduda@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Maio de 2004 às 23:31
Acabei mesmo agora de actualizar os meus poemas de amor e dor. Completo hoje, com estes novos poemas, a minha fase de poemas de dor se dor mais não houver. Não tenho PALAVRAS ou antes faltam as palavras. E em vez das palavras que fique o poema que mais tive dificuldade em puxar da gaveta. Haja esperança para todos os que mais sofrem, e sofrem, muitos mais que todos nós. ---------------

DIAGNÓSTICO

Meu amor! Tu não estavas enganada
Só tu darias pela diferença no gesto:
Pela minha expressão algo errada
O meu lado esquerdo menos lesto.

Hoje, tu não ficaste surpreendida!
Componho este poema, e não desisto
A direita, com que escrevo, agradecida
A esquerda que não escreve mas insisto

Com a direita escrevo o “a” de amor,
Com a esquerda escrevo o “d” de dor
E o resto deste poema em desespero.

E sofrer tanto sofrer não se conhece
Meu corpo, tanto sofrer, não merece
Sofrer mais, por sofrer, não quero.

Ro Ma Si
ROMASI
04-06-2002



romasi
(http://poemasdeamoredor.blogs.sapo.pt/)
(mailto:romasi@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds