.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quinta-feira, 6 de Maio de 2004
Noite

bluenight.jpg


Uma vez, à noite, levantei
os olhos e vi o céu abrir-se
como uma imensa cortina,
durante meio minuto.
Senti um profundo prazer:
Está Tudo Bem.
Está Tudo Certo.
De imediato a cortina cerrou-se e surgiram
as estrelas, as mesmas de sempre,
e eu, na escuridão.
Essa sensação
ficou comigo para sempre.


                                                           by Richard Bach
                                                                          in "Uma Aventura do Espírito"

publicado por Anjo do Sol às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 4 de Maio de 2004
Se amar é...

Se amar é...
Percorrer em sonhos,
Praias desertas e caminhos de terra,
Olhar as estrelas,
Dando-lhes o teu nome.

Deitar-me na lua,
Atravessar oceanos,
Sorrir,
Chorar,
Emocionar-me.

Então, amo-te.

Se amar é:
Dizer vezes sem conta o teu nome,
Suspirar,
Olhar os lugares cheios de ti,
Mesmo sem estares.

Mergulhar na noite,
Nas utopias,
Adivinhar o teu corpo,
Possuir a alma,
Entregar o coração.

Então amo-te!

Se amar é, sonhar palavras,
Ternuras interditas,
Porque a distância nos separa.
Mas guardando-as todas,
Para o reencontro.

Então amo-te.

Se amar é:

Olhar-te e ver-te,
Despir-te, desnudar-te,
Encontrar-me em ti,
Em transes de entregas,
De corpos cheirando ao outro.

Então amo-te.


                                         Autor: LetrasAoAcaso

publicado por Anjo do Sol às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Maio de 2004
A liberdade no prazer de amar

cm.jpg


A liberdade no prazer de amar

Celito Medeiros

Percorrer caminhos de um corpo amado
Descobrir a cada dia e a cada momento
Desvios em mar nunca dantes navegado
Ou por rumos conhecidos sem desalento

Esta é a liberdade que o amor proclama
A sensualidade sentida mediante a chama
As torrentes da entrega do anseio sensual
Bom para o corpo de uma alma sentimental

Não se importar com o tempo ou na demora
Apreciar doce melodia que do corpo aflora
Vibrar a cada contorção sutil de dois amados
Compartilhar os tais segredos inexplorados

Na dança de um doce abrigo tão quente
Bom e até gélido frio na espinha da gente
Percorrendo dos pés à cabeça o vão mimado
Então, aí sim, podem me chamar de tarado!

publicado por Anjo do Sol às 20:22
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Um dia...

publicado por Anjo do Sol às 13:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 2 de Maio de 2004
TU...

publicado por Anjo do Sol às 00:45
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sábado, 1 de Maio de 2004
Felicidade

Todos a procuramos... eu pergunto-me se a saberemos ver quando ela de nós se aproximar...
Onde está a felicidade para cada um de nós?
Eu costumo dizer que está em cada pequeno gesto do dia a dia, em cada sorriso de uma criança... são lindos os sorrisos das crianças... em cada flor que nasce, em cada amanhecer... em cada carinho, em cada palavra amiga...
Mas, porque nos sentimos, por vezes, tão insatisfeitos com o que temos e queremos sempre mais?
Porque não nos contentamos com o que a vida nos vai oferecendo e dizemos sempre que não chega?...

publicado por Anjo do Sol às 20:14
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
There is a House in New Orleans

Esta foi a música que deixaste no meu telemóvel hoje... agora, coloco-a eu para ti...


There is a house in New Orleans
They call the Rising Sun
And it's been the ruin of many a poor boy
And God I know I'm one

My mother was a tailor
She sewed my new bluejeans
My father was a gamblin' man
Down in New Orleans

Now the only thing a gambler needs
Is a suitcase and trunk
And the only time he's satisfied
Is when he's on a drunk

Oh mother tell your children
Not to do what I have done
Spend your lives in sin and misery
In the House of the Rising Sun

---- organ solo ----

Well, I got one foot on the platform
The other foot on the train
I'm goin' back to New Orleans
To wear that ball and chain

Well, there is a house in New Orleans
They call the Rising Sun
And it's been the ruin of many a poor boy
And God I know I'm one

publicado por Anjo do Sol às 15:42
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds