.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Domingo, 25 de Abril de 2004
25 de Abril - Um cravo perdido na memória do passado

TANTO MAR

Sei que estás em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim

Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor do teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também quanto é preciso, pá
Navegar, navegar

Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim

Chico Buarque, na versão que foi censurada de 1975
A segunda versão em 1978, teve algumas alterações.

Aqui fica a homenagem a todos os militares que se arriscaram a levar em frente este golpe que nos permite vivermos hoje em liberdade. Que nos permite erguer a voz e gritar quando não estamos contentes com o que nos tentam impôr, mesmo que nada façamos! Sim, porque as nossas vozes não se erguem em protesto, baixamos a cabeça a uma falsa democracia e vamos vivendo, pensando apenas nas memórias do passado, no dia em que em alta voz se gritava: "MFA! O Povo está contigo!" ou "Povo unido, jamais será vencido!". Pensem nesta última frase e perguntem-se onde é que se vê esse povo unido? Fazemos alguma coisa para mudar o estado em que estamos? Não! Limitamo-nos a esperar que as coisas melhorem sem quase nada fazer por isso. E os nossos protestos são gritos mudos presos na garganta! E hoje, dia 25 de Abril de 2004, 30 anos volvidos sobre o dia em que se respirava liberdade, depois da opressão e ditadura, o que respiramos nós? Qual o grito de hoje? Liberdade? Democracia? 25 de Abril sempre? Sim será sempre, em cada ano, mas de significado simbólico apenas. Como apenas são estas palavras. Hoje foi dia de festa, a festa do dia 25 de Abril de há 30 anos, quando deveria ser a festa do "25 de Abril" de todos os dias. E os cravos de Abril? Já não têm a mesma fragrância... Os verdadeiros cravos ficaram perdidos no passado...

publicado por Anjo do Sol às 21:47
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Anónimo a 27 de Abril de 2004 às 14:39
Já estava a ficar preocupado a pensar que era o único que me lembrava que o 25 de Abril não era apenas mais um simples feriado...Rui Santos
(http://gangbang.blogs.sapo.pt/)
(mailto:rui_miguel_santos@yahoo.com)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 22:02
---->Tiago----> Eu tentei encontrar o tema para colocar como música de fundo, mas não encontrei (não em midi). Mas, vale a pena. Obrigada pela tua visita e regressa sempre. BeijosAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:51
---->Eca----> Na realidade, eu vivi o 25 de Abril ainda como uma ménina bem pequena. E tive a sorte de em casa não ter ninguém que tivesse sofrido efectivamente nas mãos da Pide, como aconteceu com tantos encarcerados. Mas, recordo as conversas que havia em casa, a revolta, primeiro e a alegria depois do 25 de Abril. BjocasAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:49
---->Cris----> Já fui, já fui! rsrs Obrigada pela visita e volta sempre aqui. bjinhosAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:48
---->Pantanero---->bem vindo ao meu blog, volta sempre. BeijoAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:47
---->Seaprincess---->Não sou espírita, não :)) Obrigada pela tua visita também. E realmente, brincadeira é algo que vi e apreciei no seu mar. BjinhosAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:28
---->LetrasAoAcaso----> Pois, temos conceitos idênticos, talvez porque fazemos parte do grupo dos meio desapontados com o sistema e no que a liberdade e democracia se transformou. Beijo Anjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:26
----> Cereja ----> Olá! beito para ti também e volta sempre! Anjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:10
Muito fixe esse tema do chico buarque. Vou ver se ouço lolol, mas não sei se consigo. Gosto muito desse "pá" lolol. Muito português :) .
Gostei do teu blog :) . Fica fixe :) .Tiago
(http://numanaturezamorta.blogspot.com)
(mailto:tiago_67@hotmail.com)
De Anónimo a 26 de Abril de 2004 às 21:07
Bonita homenagem ao 25 de Abril.
Tens 1 blog mto bonito, gostei mto. Volatrei mais vezes pois sinto-me bem aqui.
Se Bem-Vindo ao meu blog www.poetaslunares.blogs.sapo.ptangeliser
(http://www.poetaslunares.blogs.sapo.pt)
(mailto:angeliser@wolfheart.org)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds