.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Segunda-feira, 8 de Março de 2004
Em discussão...

A propósito deste comentário do AcasoDasLetras, lanço aqui um debate, a quem quiser participar:

«Hoje é o dia do ESTIGMA,diria eu.E da vergonha dos Homens. Dia da mulher é todos os dias.Numa Sociedade torpe, mesquinha, que ainda faz separação entre mulheres e homens, este dia é o dia de todas as vergonhas. A mulher tem os mesmos direitos que o homem. Não é nenhuma espécie ameaçada de extinção.
Enquanto o Homem for algoz, é também ele prisioneiro.
A mulher e o homem, iguais nas suas diferenças, complemantam-se; a subjugação da mulher, é a vergonha dos homens.
Não saúdo o dia. Saúdo todas as mulheres, que lutam pela igualdade de oportunidades e direitos. Eu estou na vossa luta. E mais homens também. Nem todos, felizmente são anacronismos aberrantes de uma raça quase moribunda, por causa dos estigmas. Um beijo a ti. E no beijo para ti, está um outro para todas as mulheres, mas sem necessidade de um dia internacional, que se deveria chamar, o dia do Estigma, ou de todas as vergonhas.» - *AcasoDasLetras*

Desde já, devo felicitar-te, não só pela tua resposta, mas pelo teu modo de pensar. A ti e a todos os homens que pensam e agem da mesma forma. Efectivamente, não deveria ser destacado um dia como se, apenas nesse dia, a mulher tivesse de ser lembrada, acarinhada, abraçada, ou receber uma flor. O Dia da Mulher é todos os dias... desde o início dos tempos. E falas tu em estigma... Sim, o estigma de ainda existir tanto preconceito quanto ao papel da mulher, quanto aos seus direitos, mais que merecidos... Homens e mulheres somos iguais sim, iguais como seres humanos que somos, mas apesar de muitas batalhas terem já sido vencidas, ainda falta ganhar a guerra...
E, cabe-nos a nós fazer com que a mulher seja vista como um ser que tem os mesmos direitos que os homens, em todos os aspectos.
Mas, a questão da comemoração do Dia Internacional da Mulher, tem o seu ponto de partida em 1911, e devido aos acontecimentos ocorridos 54 anos antes, nos E.U.A. em que, numa fábrica têxtil, as operárias têxteis que trabalhavam 16 horas diárias em troca de um salário equivalente a um terço do ganho pelos homens, resolveram fazer greve, reivindicando uma redução do horário de trabalho para 10 horas. Elas foram fechadas dentro da fábrica, onde surgiu um incêndio e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, durante uma conferência internacional de mulheres, foi decidido comemorar o dia 8 de Março, como o Dia Internacional da Mulher, em memória e dedicação a essas mulheres.
Nessa altura, este Dia foi dedicado à memória das mulheres que pereceram nesse dia fatídico, mas tronou-se o símbolo da luta feminina por um lugar digno na sociedade, uma luta pelos mesmos direitos.
Com a celebração deste dia pretende-se o quê?
Chamar a atenção para o papel que desempenhamos na sociedade?
Para a necessidade de limitar ou desaparecer com os preconceitos ainda existentes?
Não deveria ser necessário este dia para isso. Deveria ser lembrado todos os dias.
Mas não! Hoje, todos se lembrarão do papel da mulher, da importância da mulher, dos seus direitos, das suas reivindicações, da igualdade... amanhã, tudo estará de novo esquecido...

publicado por Anjo do Sol às 13:52
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 24 de Março de 2004 às 08:35
sou mulher e no entanto não consigo encontrar nada especial para comentar, penso que bloqueei no pensamento, será do periodo? Serei compreendido por este estado?
Viva a mulher. Ana Mª Costaana Mª Costa
</a>
(mailto:amscosta@sonae.pt)
De Anónimo a 9 de Março de 2004 às 20:45
Levantaste uma questão pertinente de forma inteligente.
Esta discussão deveria acontecer todos os dias.

Um hino a todas as mulheres que não soçobram, não se rendem, lutam, são iguais nas suas diferenças.

Para ti, o prazer da revisita e um beijo.AcasoDeLetras
(http://LetrasAoAcaso.blogs.sapo.pt)
(mailto:manintherisingsun@hotmail.com)
De Anónimo a 8 de Março de 2004 às 23:37
Não gosto dos dias de...
Hoje falou-se muito dos problemas da mulher...
Amanhã...90% vão sofrer de amnésia...sobretudo quem tem responsabilidades nestas áreas.
xanu
(http://lugarencantado.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aldina@pthosting.com)
De Anónimo a 8 de Março de 2004 às 23:36
Daí que eu ache que não se deveria dar este nome ao dia 8 de Março, porque entra em conflito com aquilo que é, na realidade. Anjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 8 de Março de 2004 às 22:58
enquanto houver dias como este a mulher vai ser vítima, fazer-se de vítima e, também, ser carrasco. Não digo que o passado não o justifique mas algum dia é preciso mudar a página e seguir em frente num nundo de igualdade.mordaz
(http://fachadas.blogs.sapo.pt)
(mailto:mordaz@sapo.pt)
De Anónimo a 8 de Março de 2004 às 20:51
sou contra os dias com rótulos,e este é mais um.
todos os dias são dia da mulher, basta sermos mulheres ou homens para termos um dia nosso.nenhum dia é diferente porque alguém se lembrou de dedicar a alguem.
somos pessoas e fazes os dias especiais quando assim entendermos. concordo a 100% com o comentário do "acasoDasLetras"sofia
(http://semsentido.blogs.sapo.pt)
(mailto:scamuflada@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds