.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quinta-feira, 4 de Março de 2004
A carta nunca enviada

M.
Entrei naquela casa estranha para mim, até então... e tu estavas lá... Deparei-me com o teu olhar e fiquei presa na sua profundidade... Esboçaste um sorriso malicioso, disseste um simples boa tarde. Alguém ao teu lado percebeu naquele momento que algo havia mudado. Ficámos ambos presos por alguns segundos, alheios de tudo e todos. Mas, não imaginávamos o que iria acontecer daí por diante... apenas aquela pessoa ao teu lado... que te entendia e me conhecia... Não foram necessários muitos dias para que culminasse numa paixão louca de dois seres que pareciam conhecer-se desde o início dos tempos... Parecia a união de dois corpos que há muito ansiavam encontrar-se... lembras-te que te disse uma vez que me sentia como se fosse a Lua e tu o Sol e que, finalmente nos havíamos encontrado? Tu deste um sorriso como quem ouve algo de impossível mas, depois compreendeste... O tempo foi passando e os laços tornaram-se cada vez mais estreitos... Mas, um dia tudo mudou... Em vez do teu sorriso meigo, eu encontrava um sorriso triste... em vez de um toque silencioso das tuas mãos... sentia que fugias por entre as minhas... Olhei para dentro de mim e perguntei-me se seria eu que teria mudado... E concluí que fomos ambos a permitir a mudança... não sei se foi a falta de partilha dos nossos pensamentos, ou se terá sido o facto de não querermos seguir os mesmos objectivos... ou ainda, se foi por termos permitido que a rotina se instalasse, minando o sentimento que nutríamos... só sei que aconteceu... Eu ainda tentei recuperar algo... tu hesitaste... Mas, quando tentaste tu recuperar aquilo que tínhamos, senti ser tarde demais para voltar atrás, simplesmente já não tive forças para recomeçar tudo de novo. Sabes... fiquei com receio de passar pelo mesmo, de sentir de novo o que havia sentido naquele período recente de impasse... O tempo passou... nem sei porque me lembrei de te escrever esta carta hoje... Apenas sei que nunca a lerás, embora saibas o que sentia, o que pensava, naquela altura... Mas, pergunto-me: como teria sido se tivéssemos tentado mais uma vez? Não, não me magoa pensar nisso... ficou uma linda recordação, do teu olhar, do teu beijo, das tuas mãos, das tuas palavras... E isso, será algo que guardarei sempre no meu baú dos tesouros...
Um beijo

publicado por Anjo do Sol às 22:31
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Anónimo a 6 de Março de 2004 às 20:51
---->CaMiLiNhA: bem vinda ao meu blog ;) E não, não é ficção... é uma realidade... ou foi... Volta sempre BjitoAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Março de 2004 às 20:50
---->pateticopoetapalhaço: no entanto, apesar dessas verdades, há coisas quase impossíveis de mudar, ou de encontrar. E não, não és chato... apenas persistente ;) e gosto disso. ;) BjitoAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Março de 2004 às 18:37
Olá. Gostei bastante desta carta, está muito bem escrita e se o que é relatado nela for mera ficção a mim pareceu-me realidade. Continua =) *CaMiLiNhA
(http://simplesmentepalavras.blogs.sapo.pt)
(mailto:lipaxana@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Março de 2004 às 10:18
(sou um chato - assumo-o) // duas frases : "Nunca é tarde demais" - a última verdade da esperança, não se ignore ; "A vida sempre encontra um caminho" (estou muito Spielberguiano hoje, sim) - é outra verdade
pateticopoetapalhaco
(http://pateticopoetapalhaco.blogs.sapo.pt)
(mailto:pateticopoetapalhaco@sapo.pt)
De Anónimo a 5 de Março de 2004 às 22:24
---->pateticopoetapalhaço: ser "tarde demais" é não ter para onde a enviar, por exemplo... obrigada pela tua visita e volta sempre. bjitoAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 5 de Março de 2004 às 21:31
o que é "ser tarde demais" ? // envia a carta ! pateticopoetapalhaco
(http://pateticopoetapalhaco.blogs.sapo.pt)
(mailto:pateticopoetapalhaco@sapo.pt)
De Anónimo a 5 de Março de 2004 às 16:48
Recordar é viver outra vez...; nunca é tarde para tentar o desconhecido nem para ir mais além. Nao fiques a pensar no que poderias ter feito, mas no que podes ainda fazer... costumo dizer muitas vezes: Pior que nunca ter conseguido, é nunca ter tentado... Beijokasmeialua
(http://recortesaoluar.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_meialua@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Março de 2004 às 23:24
---->sofia: aquela casa já não existe, foi apenas o ponto de partida, mas que ficou esquecida pelo caminho, ainda enquanto seguíamos a mesma estrada. E a carta... tarde demais para a enviar... BjitoAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Março de 2004 às 23:14
e ke tal enviar esta carta? nao a guardes.....volta aquela casa...beijosofia
(http://semsentido.blogs.sapo.pt)
(mailto:scamuflada@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Março de 2004 às 22:39
---->Ice: obrigada eu, conseguiste fazer com que soltásse uma gargalhada! E precisava dela neste momento. BjinhosAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds