.posts recentes

. Outro blog

. Anjos

. Regresso

. Máscaras e Mesquinhez

. Parábola da Rosa

. Mais uma vez - A Amizade!

. Tio

. Romantismo

. Blog

. Carlos Paredes

.arquivos

. Março 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Domingo, 6 de Junho de 2004
Culpas

Deito-me com elas
Escorrem-me pelos dedos quando as tento agarrar
Estas culpas que não me largam
Estes sentimentos que aos poucos me matam

Culpas de sozinho me deitar
O lugar que outrora te pertenceu
Agora ocupo-o eu
Aquele em que me deitava
Esse é ocupado por um corpo invísivel
Um vazio que ocupa espaço

Culpas de, agora, toda a noite dormir
Não me obrigar a acordar para ouvir a tua voz
Como uma criança, desesperando
Não aguardando uma hora estipulada para te ter
Numa loucura, te telefonar
Apenas para te ouvir adormecer
Sonhando e desejando mais noites
De esse telefonema, não precisar

Culpas de num vazio me deitar
Mas mais culpas ainda
Apercebendo que de manhã ao acordar
O vazio, acabou de aumentar
Já não é só um corpo que ocupa este espaço a meu lado
Uma imensidão deles, companhia me fazem
Cada um dos meus pesadelos, dores, martírios
Têm direito a um dos corpos
A uma figura invísivel, ocupar

Culpas de não te recordar
De o "nós" agora recusar
Olhares vazios e insignificantes
Lançar-te
Atirar-te
Com esta indiferença
Qualquer sentimento
Matar

Todas essas culpas
As sinto
Mas essas culpas não são minhas
Cada uma delas, faz parte da tua culpa imensa
Pergunto-me se as sentes, como eu as sinto
Será que delas te esquivas?
Como eu a ti, te finto?

Sintas agora
Sintas daqui a uma semana
Um mês
Ou um qualquer tempo longínquo, que ainda não sonhas
Tenho a certeza que irás sentir
Mas por agora, deixo-te nessa ilusão
Que não as sentirás
Permito-te a ti mentir

05/06/2004


                                    The one you thought you knew
                                    Became the one you would never imagine . .


                                                   By IceBlackIce

É o blog que eu destaco esta semana. Visitem que vale a pena conhecê-lo -  A Whole Bunch Of Nothing

publicado por Anjo do Sol às 12:57
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 20:10
Anjo! Voltei tb para agradecer o bolo. Que bom que gostas das minhas fotos. Aquela foto é o Ribeirão da Ilha(colonização Açoriana) e aquele trapiche conduz a uma sala de almoçar.(viste?) É a casa de uma amiga, na verdade, o quintal das nossas casas.Passei ali, bons anos da minha vida. Mas a foto é recente tirei em fevereiro.
Tb gosto muito.
Legal ouvir Pink por aqui..vc sabe que eu adoro. Boa noite.. bom fim de domingo!bjs, bjs!Lú
(http://www.luzdaminhaalma.zip.net)
(mailto:morfinaxxx@uol.com.br)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 19:29
Lindo poema.
Sem culpas espero.
BjsLetrasAoAcaso
(http://LetrasAoacaso.weblog.com.pt)
(mailto:manintherisingsun@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 16:16
Eu também quero comentarrrrrrrrrrr!! Na realidade, eu leio este poema não como se fosse pela voz de quem sente culpa, mas mais para mostrar a alguém que tem de assumir a culpa por algo ter chegado ao fim. Tal como diz a Lú, nunca ninguém é culpado sozinho, mas poderá haver sempre um mais culpado que outro; culpa de deixar um sentimento morrer, de não ter ajudado a desenvolver, de ter morto mesmo esse sentimento. São culpas, culpas, mas pergunto-me, afinal, o que é a culpa? Anjo do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 14:51
A culpa é um tema difícil de abordar, pior ainda sentir. Mas ninguém é "culpado sozinho" de nada.
Acredite, somos todos vítimas de um conceito pré-fabricado. Caraaaccaaa!!!(gíria brasileira, Carioca!) é só uma poesia, já estou delirando aqui..!! é a falta do sol.. rsss
Bjos Anjinha!!!!
Lú
(http://www.luzdaminhaalma.zip.net)
(mailto:morfinaxxx@uol.com.br)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 14:32
Deixo-me encantar pelas palavras de um Anjo...
Um bom Domingo, beijinhosMaria
(http://coisassimples.blogs.sapo.pt)
(mailto:branco_maria@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 13:49
:)sempre lindo O ice:)
adorei ler o blog e virei mais vezes:)
bjos docinhos
amiguinha secreta
(http://www.whoami.blogs.sapo.pt)
(mailto:gu4no@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 13:26
Muito bonito este poema :) . É tão difícil lidar com o sentimento de culpa, com os remorsos. Dps, racionalizamos para tentar que os sentimentos não nos devorem por dentro. Mas é difícil quando são coisas k realmente nos afectam. **** :) .Tiago
(http://numanaturezamorta.blogspot.com)
(mailto:tiago_67@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Junho de 2004 às 13:08
*cora* Um oceano de beijos para ti amiga.IceBlackIce
(http://awholebunchofnothing.blogs.sapo.pt)
(mailto:Iceblackice@hotmail.com)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
.subscrever feeds